DICAS PARA VIAGENS LONGAS / TIPS FOR LONG TRIPS

(see in english below)

1. Conhece os teus limites e planeia a viagem
Se a viagem mais longa que já fizeste foi de 500 km num dia, não planeies uma viagem com uns intermináveis 800 km por dia. Descontando problemas que possam surgir após rodar vários quilômetros nos dois primeiros dias, a média diária cairá progressivamente do 3º ao último dia de viagem. No 7º dia, um piloto típico de longa distância vai rodar confortavelmente cerca de 65% da quilometragem média diária inicial. Se os profissionais têm essa média, tu terás talvez menos, planeia portanto distancias menores. Inclui também troços longos fáceis de serem atalhados ao plano se houver atrasos. Esta será a maneira mais fácil de fazeres a viagem sem arruinares o resto.
2. Esquece as altas velocidades
Esquece! As altas velocidades e viagens de longa distância têm muito pouco em comum.
Um piloto que mantém velocidades constantes pode rodar mais quilómetros, desfrutar da paisagem e das curva muito mais do que um motard preocupado em fazer os melhores tempos através, por exemplo, da passagem de uma montanha. Além dos óbvios efeitos no consumo de combustível, que significa mais dinheiro e mais tempo perdido à procura de um posto,deve-se considerar também a fadiga causada pela luta contra os efeitos do vento e o desconforto. 
continua


3. Deixa o stock de café em casa.
Isso é simples, drogas e outras substâncias estimulantes não funcionam! Se precisares de drogas ou outras substâncias para ficares atento e acordado é hora de parares e descansar um pouco para continuar o desafio do dia. (o IBA inclui café e colas na lista de proibições), claro que não concordo, um ou outro cafézinho, para nós portugueses, é essencial, contudo não devemos abusar ou basearmo-nos nele para ficar acordados.
4. Prepara a moto antes da viagem.
Com o tempo contado, porque perder tempo a trocar os pneus durante a viagem?
É mais barato mudar de pneus, correntes, cabos, filtros, ou correias em casa, em vez descobrires que estes não podem ser encontrados durante a viagem. Se usares  óleos de qualidade a moto pode ir mais longe. É usual ver pilotos de IBA mudarem o óleo com 10.000 ou mais quilómetros de intervalo. O tempo gasto para mudar o óleo durante uma viagem significa quilómetros que deixou de rodar. Uma moto que roda em trânsito urbano precisa mudar o óleo com uma frequência maior que uma que rode em estrada.
5. Evita experimentar acessórios novos ou fazeres a manutenção imediatamente antes da viagem.
Se isso puder ser evitado, não uses a viagem como campo de teste para um novo e emocionante acessório. Instalar faróis auxiliares ou outras modificações no sistema elétrico, que não sejam as essenciais, antes de uma viagem, normalmente é pedir problemas. Isso não te deixa avaliares completamente o comportamento adequado do sistema elétrico antes de teres que depender dele durante a noite! E não te esqueças de que, mesmo o melhor mecânico, pode cometer erros. Durante uma viagem também não é o melhor momento para experimentares aquele novo fato de chuva, capacete, técnica de prender a bagagem ou nova forma de prender alguma coisa na moto! (gps ou camâra video por exemplo)
6. Usa um colete elétrico!... e boas luvas!
Mesmo em noites mais quentes de verão, depois de alguns dias com temperaturas da ordem de 38ºC, durante a noite ou em altitude a temperatura pode cair muito. No frio, ou em dias húmidos, os benefícios de um colete elétrico significam tanto, para que nenhum motard saia de casa sem ele. (apercebe-te se a eletricidade da moto aguenta com ele ligado).  Os punhos aquecidos também dão muito jeito, geralmente é pelos dedos das mãos que começamos a ter frio.
7. Sê pratico; mantém os objetos pessoais sempre à mão
Muitos motards usam mala de depósito, mas o que levam nela nem sempre é bem pensado. Protetor solar, Colírio para os olhos, lanterna, manómetro de pneus, mapas, documentos, dinheiro, medicamentos em uso, GPS, carregadores, telemovel, óculos e outros artigos essenciais devem ser mantidos em locais acessíveis. Se esses itens não estão à mão quando precisares deles, não irás usá-los na hora certa. Isso pode levar a grandes erros, como não encontrares o mapa ou queimares a cara demais com o sol, e enfrentares o resto da viagem com o rosto todo dolorido (nunca tentes usar um capacete sobre uma cabeça queimada pelo sol) – Experimenta isso uma vez e nunca mais irás esquecer o protetor solar. Da mesma forma, coisas como documentos da moto (livrete e seguro) devem ser mantidos em local seguro e embalados de forma hermética para proteção contra água. Supondo que provavelmente somente irás precisar desses itens nas fiscalizações policiais, estar com todos eles em ordem e não caducados mostrará ao policia que és um verdadeiro motard e pouparás muito tempo.
8. Fica pronto antes de saíres, não percas tempo com compras na estrada.
As mesmas regras aplicadas à moto devem também ser aplicadas aos teus equipamentos. Mantém uma check-list dos itens essenciais e, em seguida, verifica todos antes de sair. Comprar uma pasta de dentes às 7 horas da manhã não é certamente o melhor programa, teres que procurar umas meias, cuecas, luvas ou um medicamento especial que deixaste em casa é outro, e isso pode gastar muito tempo valioso que poderias usar p.ex. para descansares ou tirares umas fotos.
9. Sabe como evitar o tédio.
Viagens longas geralmente significam passar por alguns locais que não consideras interessantes. Para alguns motards, a nacional 222, é um belo passeio mas atravessar o Alentejo, num dia quente pode ser uma tarefa chata e maçadora. Para momentos como este, ouvir a tua música favorita pode ser uma excelente opção. Alguns outros truques podem ser usados, tais como ter na mala de depósito, doces, barra de cereal ou outra coisa que podes trincar enquanto andas. Um pouco de limonada  azeda vai ativar os teus sentidos e vais poder continuar mais uns vinte quilómetros! (Cuidado ao abrir embalagens, estás a pilotar uma moto!! E não te esqueças de que doces aumentam a sede e têm contra indicações para muitas pessoas).
10. anda com o contato de um serviço de reboque!(seguro)!
Avarias acontecem e não há nada como não ter ninguém a quem possas recorrer. As apólices de seguros geralmente incluem este serviço, verifica bem e em que países é válida. Desta forma, usando as companhias de seguro que tenham esta condição no teu contrato, pouparás horas ao telefone à procura de uma empresa de reboque. Pagar um pouco mais agora ou pagar mais caro depois é desperdício de tempo e dinheiro.
11. Aprende como ser rápido nas paragens.
Pode não fazer sentido esta dica, mas o motard de longa distância bem sucedido usa esta vantajosa estratégica. Sabendo que cada motard é diferente, ninguém pode prever a velocidade média mais confortável para todos eles. O importante é saber em qual velocidade o teu relógio interno anda e quando a tua velocidade cair abaixo dessa média, será hora de parares um tempo e descansares. Tempo com paragens desnecessárias em cafés ou em postos de gasolina é tempo precioso que poderia ser mais bem gasto em um confortável quarto de hotel ou ainda melhor, dar uma caminhada para esticar os músculos cansados e doloridos, bombeando oxigênio para o cérebro.
12. Saber quando parar!
Mal fores tentado a fechar um olho, nem que seja "por apenas um segundo", encontra um lugar mais próximo e seguro para encostares e tirares uma soneca! Outros sintomas que devem ser observados:
  • Incapacidade de manter a velocidade desejada. Se começares a desacelerar constantemente e a teres que acelerar depois para voltares ao ritmo, é porque estás pronto para caíres no sono!
  • Outro, é começares a esqueceres de baixar o farol para médios ao cruzares com outro veículos, ou esqueceres o pisca ligado.
  • Tens dificuldade de decidir: parar para abastecer ou continuar? Não sabes que decisões tomar?
  • Mudança constante de posição, dores no pescoço ou dormência dos dedos
Esses são sintomas de fadiga!!! Atenção se andares em grupo, nunca tenhas vergonha de pareceres o mais fraco, e parares: Em jogo está a tua vida!
13. Mantém uma boa atitude mental.
Se realmente odeias chuva, talvez seja melhor usares esse tempo com outras coisas e ficares, p.ex. o dia no hotel. O mesmo vale para o calor excessivo (se possível, tenta andar à noite) ou talvez essas condições adversas possam colocar-te em um estado mental tão mau, que andar de moto não será certamente divertido (se estiveres aborrecido, perderás a concentração na estrada).
14. Come alimentos saudáveis
Fast food e uma viagem longa não é uma combinação perfeita, por isso, dê preferências ao seguinte cardápio/programa diário:
  • Um bom pequeno almoço, mas não pesado . depois no período da manhã stick e liquídos sem gás;
  • O almoço, deve ser leve e deve ser completado por lanche saudável;
  • Ao jantar podes abusar um pouco, disfrutar da gastronomia local, beber um copo de vinho.(isto se não pegares na moto a seguir, mas sim fores dormir). Se tudo isso falhar, o lema é, "Se não consegues comer direito, pelo menos tenta comer uma comida light!".
  •  Considera teres sempre uma ou duas sanduíches dentro da data de validade na tua mala e algo para beberes! Uma ou duas bananas também fazem milagres!
  • atenção: bebidas alcoólicas não são compatíveis com motos! NUNCA.
15. Veste o fato de chuva antes que chova!
Se estás com menos de meio depósito de combustível, porque não parares, abasteceres e vestires o fato de chuva de forma rápida e segura?  Podes ou não seguir estes conselhos, mas recomendo NUNCA vestires o fato de chuva na berma da estrada. Aconselho a saires dela num qualquer entroncamento com caminho secundário. Os perigos são muitos para enumerar! Pensa só, se queres mesmo esconderes-te da chuva debaixo de um viaduto? se queres realmente ficar de pé, em apenas 60 cm (aproximadamente o comprimento dos braços) no meio de um tráfego com velocidade de 120 km/h e tu próprio contribuindo para o aperto desse fluxo? Se estiver a chover, irás querer ficar em pé, perto de outros motociclistas, quase no meio do trânsito, com condutores meio cegos pela chuva? E lembra-te que outros motards também estarão à procura de um local coberto para parar e colocar as capas de chuva, que coincidência das coincidências será precisamente onde tu estás!

16. Paragens separadas para abastecimento e para lanche
Depois de abasteceres (em uma rápida paragem), atravessas o parque para comer um lanche rápido, depois voltas para a moto e montas novamente para voltares à estrada. Isso é tempo equivalente a rodares aproximadamente 35 km na estrada. Se depois parares novamente para te alimentares o resultado serão duas mini paragens pelo preço de uma, com vantagens óbvias.
17 – Mantém hidratado!
Enquanto a tua moto tem um medidor de combustível, infelizmente, o teu corpo não tem um medidor de desidratação - pelo tempo que estás sem beber água. Falta de água afeta o desempenho mental e físico, provoca dores no corpo, cólicas, dores de cabeça e pode até ser a causa direta de lesões e doenças. Tendo sede ou não, bebe água a intervalos regulares - mesmo com o tempo frio. Nunca podes sentir sede. Embora possa parecer extremo, recomendo não beber água local mas sim água engarrafada. Impurezas na água local podem levar a vómitos, diarreias e, em alguns casos extremos, a hospitalização.
18. Tem sempre pelo menos dois litros de água contigo.
Não precisas de andar no deserto para ouvires este conselho. Por exemplo, empurrar uma moto avariada numa curta distância até uma colina para encontrares um lugar de estacionamento seguro, pode-te fazer uma sede que não pode ser descrita. A tua reserva de água deve ser mantida sempre em duas garrafas. Uma deve ser usada para beber normalmente (ou seja, sempre que tiveres sede) e a restante deve ser embalada e guardada para a verdadeira emergência, como avaria, por exemplo. A teoria aqui é simples. Uma vez que levas água,  bebe-la. Infelizmente, se beberes a reserva de emergência, então, não terás nada para aquando dessa emergência. Faz um favor a ti mesmo, embala essa água de emergência numa zona fresca, de difícil acesso, num recipiente mais robusto e mantém-na lá para quando realmente precisares.
Nota: embora a água engarrafada tenha uma vida útil bastante longa, para garantir que a água seja segura para beber, ela deve ser trocada regularmente.
19. Abastecer de combustível antes de precisares dele.
Quando vires um posto e se não conheces a região, pára sempre... e abastece, independentemente de quanto tiveres no deposito e principalmente se este estiver abaixo de meio.  A próxima bomba prevista pode não estar disponível! Em certas zonas mais remotas, aconselho um jerrycan de reserva.
20. Tem sempre aspirina / paracetamol.
Nota: Enquanto a aspirina goza de quase um culto na comunidade motard (afirmamos que ela alivia uma variedade de dores e ajuda a prevenir espasmos musculares), é importante lembrares-te de consultar o médico para efeitos colaterais relacionados ao seu uso. Por exemplo, a aspirina pode reduzir temperatura do corpo.  Além disso, a aspirina atua como anticoagulante (algo para preocupar, pois no caso de um acidente se tiveres ferimentos, como consequência poderás ter uma hemorragia maior). Algumas marcas de aspirina contêm cafeína (às vezes é adicionado para que a aspirina tenha efeito mais rápido). Com uma rápida leitura na bula saberás se cafeína e outros quimicos fazem parte da fórmula.
21. Nunca andares mais rápido do que a capacidade de parares!
Esta é óbvia. Imagina-te descendo uma estrada numa densa neblina a 80km/h, quando de repente te deparas com um carro parado na via. A questão é: Podes parar antes de bateres no carro? Podes até pensar que esta é uma pergunta ridícula, mas isso já aconteceu e acontece até com bastante frequência. Não sejas a próxima vitima. Esta mesma dica também se aplica com tempo bom. Estás a andar a 20 km/h perto de uma esquina que não podes ver, mas decides passar! vale a pena passares seis meses num hospital? Pensa nisto, pensa como irás viver para poderes andar no dia seguinte. Lembra-te sempre da regra número 1 quando viajas num percurso longo ou curto é preciso chegar vivo. O resto é gozo!
22- Se queres continuar vivo? Fica longe de camiões!
Quando estás atrás de um camião, tornas-te passivo. Em vez de prestar devida atenção à estrada, o camionista irá ficar preocupado com alguém na traseira. Não é incomum o pneu de um camião rebentar. A veterana do Iron Butt Association e camionista profissional Mary Sue Johnson adverte: o deslocamento de ar de um pneu a estourar, além das pedras, pavimento e terra arremessados juntos são muito perigosos. Sue adverte que se um camião passar por cima do tubo de escape ou uma panela silencioso na estrada, provavelmente você só irá vê-la quando for tarde demais, provocando um grave acidente. Além disso, os pneus dos camiões podem soltar a banda de rodagem, comuns em pneus recauchutados, e essa banda de rodagem na estrada também irá provocar um sério acidente.Além disso há todo o lixo e pó que o camião deixa, além da nuvem de água em caso de chuva. Se um camionista tem que travar fortemente por causa de algo na estrada ou alguém ultrapassando, e não estás atento, fatalmente irás bater na traseira dele. Além de tudo isso, também não terás uma boa visão da estrada, pois um camião na frente é como uma parede, principalmente sob chuva. Tem um sexto sentido alerta, há muitos perigos na estrada.
23. Elimina todas as distrações e irritações.
Elimina todas as potenciais distrações e irritações antes da viagem, não importa o quão pequenas possam parecer. A energia utilizada para combater os efeitos de irritações, principalmente o cansaço, pode ser enorme. Agravantes, ainda menores, serão ampliados durante uma viagem de longa distância e a tua preciosa energia será roubada sob a forma de stress. A chave para lutar contra possíveis irritações é uma moto adequada, bem dimensionada para ti, bem preparada e corretamente configurada sob os aspectos da ergonomia, que te garantirá excelentes resultados. Conforto enquanto viajas e segurança são os verdadeiros segredos para se percorrerem grandes distancias.
24. Kit de furos de pneu - sabes como usá-lo?
A maioria dos furos em pneus sem câmara de ar pode ser reparada em poucos minutos! Não há desculpa para não possuir um kit de reparação, contudo, o mais importante é saber como usá-lo. Pratica em casa com um pneu velho, para que não fiques tentando descobrir como é o processo, na berma da estrada! Pneus com câmara dão mais trabalho e aborrecimento, mas uma vez que sabes como reparar, isso poderá ser feito na estrada e muito mais rápido do que tentar providenciar um reboque. Além disso, deves inspecionar periodicamente o teu kit para garantires, por exemplo, que a cola não secou ou vazou do tubo. Se o teu kit tem cartuchos de CO2 para encher os pneus devem estar em ordem, (sabes quantos cartuchos de CO2 são necessários para encher um pneu?) Informa-te antes de ires para a estrada!
25. Kit básico de ferramentas.
  • ferramenta base da moto
  • Arame recozido sem galvanização.
  • 2 metros de fio flexível 1,5 mm2;
  • Jogo chave combinada 1⁄4 a 1 pol;
  • Jogo de chave alen;
  • Jogo de chave torks;
  • Alicate universal;
  • Alicate de bico;
  • Alicate de corte;
  • Cabo para carregar bateria;
  • Fita isoladora;
  • Abraçadeiras plásticas;
  • Lanterna;
  • Chave mista de fenda e philips;
  • chave velas;
  • Super cola;
  • fita americana;
  • kit furos;
  • Lâmpada de farol;
  • Lâmpada de pisca e farolin.
  • fusiveis
Arranjo e adaptação feitos pelo autor, baseado no texto original do Iron Butt Association's "Archive of Wisdom" (AOW) 
em breve falarei de equipamento

1. Know your limits and plan the trip
If a longer trip you made has been 500 km in a day, do not plan on getting a trip with a endless 800 km per day. Discounting problems that may arise after running several kilometers in the first two days, the daily average will fall progressively from the 3rd to the last day trip. On the 7th day, a typical long distance rider will comfortably run about 65% of the initial average daily mileage. If the professionals have this average, you will have perhaps less so plans smaller distances. It also includes long stretches easy to atalhados the plan if there are delays. This will be the easiest way from doing the trip without ruining the rest.
2. Forget the high speeds
Forget it! The high-speed and long-distance travel have very little in common.
A pilot who maintains constant speeds can run more kilometers, enjoy the scenery and the curve much more than a concerned biker in making the best times through, for example, the passage of a mountain. Besides the obvious effects on fuel consumption, which means more money and more time wasted searching for a position, you must also consider the fatigue caused by the struggle against the effects of wind and discomfort.
3. Let the stock of coffee at home.
That's simple, drugs and other stimulants do not work! If you need drugs or other substances to become aware and awake it is time you stop and take a rest to continue the challenge of the day. (IBA includes coffee and colas on the blacklist), of course not agree, either coffee cake for us Portuguese, is essential, but we must not abuse or basearmo us it to stay awake.
4. Prepare the bike before the trip.
With the counted time, why waste time to change tires during the trip?
It is cheaper changing tires, chains, cables, filters, belts or at home, instead discover that they can not be found during the trip. If you use quality oils the bike can go further. It is usual to see IBA pilots change the oil with 10,000 or more kilometers apart. The time taken to change the oil during a trip that means kilometers left to run. A bike that runs on urban traffic needs to change the oil at a rate greater than one that runs on the road.
5. Avoid trying new accessories or doings maintenance immediately before the trip.
If it can be avoided, do not use the trip as testing ground for a new and exciting accessory. Installing auxiliary headlights or other modifications to the electrical system, other than the essential, before a trip, it is usually asking for trouble. That does not leave you avaliares completely appropriate behavior of the electrical system before you have to rely on it at night! And do not forget that even the best mechanic, can make mistakes. During a trip is not the best time to try that new fact rain, helmet, technique of securing luggage or new way of holding something on the bike! (Gps or video camera for example)
6. Use an electric warm vest! ... And good gloves!
Even in the hottest summer nights, after a few days with temperatures of 38 ° C order, at night or in altitude the temperature can fall too. In cold or humid days, the benefits of an electric vest mean so much so that no biker leave home without it. (Realize you if the bike can handle electricity with it on). The heated grips also give very way, it is usually the fingers we began to have cold.
7. Be practical; keeps personal items close at hand
Many riders use deposit bag, but what it takes is not always well thought out. Sunscreen, eye drops for the eyes, flashlight, tire gauge, maps, documents, money, drugs in use, GPS, chargers, mobile phone, glasses and other essential items should be kept in accessible locations. If these items are not at hand when you need them, you will not use them at the right time. This can lead to large errors such as do not find the map or queimares face too with the sun, and measure up against the rest of the trip with a sore face all (try to never use a helmet on a burnt head by the sun) - Try it once and you will never forget the sunscreen. Similarly, things like bike's documents (registration certificate and insurance) should be kept in a safe place and packed in airtight to protect against water. Assuming that you will probably only need these items in police inspections, be with them all in order and not expired will show the police that you are a true biker and spare long.
8. It is ready before you go out, do not waste your time with shopping on the road.
The same rules applied to the bike should also be applied to your equipment. Maintains a checklist of essential items and then checks all before leaving. Buy a toothpaste at 7 o'clock in the morning is certainly not the best program, teres to look for some socks, underwear, gloves or a special medicine you left at home is another, and it may spend a lot of valuable time that could use eg . to rest or take away some pictures.
9. Know how to avoid boredom.
Long trips usually mean going through some sites that you do not consider interesting. For some riders, the national 222, is a beautiful walk but cross the Alentejo, on a hot day can be a boring and tedious task. For times like this, listen to your favorite music can be an excellent option. Some other tricks can be used, such as having the deposit bag, candy, cereal bar or something else that can crack as you walk. A little sour lemonade will activate your senses and you will be able to continue another twenty kilometers! (Be careful when opening packaging, you are riding a bike !! And sweet not forget to increase the seat and have contraindications for many people).
10. walks with the contact of a towing service! (Insurance)!
Failures happen and there is nothing like not having anyone to whom you may appeal. Insurance policies typically include this service, check well and in which countries is valid. Thus, using the insurance companies who have this condition in your contract, spare hours on the phone looking for a towing company. Pay a little more now or pay more later is waste of time and money.
11. Learn how to be fast at stops.
It may not make sense this tip, but the successful long distance biker uses this strategic advantage. Knowing that every biker is different, no one can predict the most comfortable medium speed for all of them. The important thing is to know in what speed your internal clock runs and when your speed drops below this average, it's time you stop for a while and you rest. Time with unnecessary stops in cafes or at gas stations is precious time that could be better spent in a comfortable hotel room or even better, take a walk to stretch your tired and aching muscles, pumping oxygen to the brain.
12. Know when to stop!
Bad you are tempted to turn a blind eye, even if it "for just a second," is a close and safe place to encostares and take away a nap! Other symptoms that should be noted:

    
Inability to maintain the desired speed. If you start to slow down constantly and the teres to accelerate then to get back to the rhythm, it is because you are ready for you fall asleep!
    
Another is to get started forget to download the lighthouse for medium to cruzares with other vehicles, or forget the connected flash.
    
Have difficulty deciding: stop for gas or continue? You do not know what decisions to make?
    
Changing position, neck pain or numbness of the fingers
These are symptoms of fatigue !!! Attention if you walk in a group, never be ashamed of the weakest opinions, and you stop: At stake is your life!
13. Maintain a good mental attitude.
If you really hate rain, it may be best to use this time to other things and become, eg the day at the hotel. The same goes for excessive heat (if possible, try to walk at night) or maybe these harsh conditions can put you in a mental state so bad, that riding a bike is certainly not fun (if you're bored, lose concentration on the road ).
14. Eat healthy foods
Fast food and a long trip is not a perfect match, so give preference to the next menu / daily program:

    
A good breakfast, but not heavy. then in the mornings stick and liquids without gas;
    
Lunch should be light and should be completed by healthy snack;
    
For dinner you can abuse a bit, enjoy the local cuisine, drink a glass of wine. (This is not pegares in the following bike, but you are sleeping). If all else fails, the motto is, "If you can not eat right, at least try to eat a light food!".
     
Considers teres always one or two sandwiches within the expiration date on your case and something to drink! One or two bananas also make miracles!
    
Attention: Alcoholic beverages are not compatible with motorcycles! EVER.
15. Wears the fact rain before it rains!
If you are less than half a tank of fuel, why not stop, abasteceres and wear the suit of rain quickly and safely? I may or may not follow this advice, but recommend NEVER wear the suit of rain on the roadside. I advise you walk out of it in any junction with secondary road. The dangers are too many to enumerate! Just think, if you really want to hide yourself from the rain under an overpass? if you really want to stand in just 60 cm (about arms length) in the middle of a traffic with a speed of 120 km / h yourself contributing to the tightness of this flow? If it is raining, you'll want to stand close to other riders, almost in traffic, with half blind guides by rain? And remember that other bikers will also be looking for a sheltered place to stop and put the raincoats, what a coincidence of coincidences will be precisely where you are!

16. separate stops for refueling and snack
After abasteceres (in a quick stop), cross the park to eat a quick snack, then turns to the bike and mounts again to get back to the road. This time is equivalent to rodares approximately 35 km on the road. If after you stop eating you again to the result will be two mini stops for the price of one, with obvious advantages.
17 - Keep hydrated!
While your bike has a fuel gauge, unfortunately, your body does not have a dehydrating meter - by the time you are without drinking water. Lack of water affects the physical and mental performance, causes body aches, cramps, headache, and may even be the direct cause of injuries and diseases. Were thirsty or not, drink water at regular intervals - even in cold weather. You can never feel thirsty. While it may seem extreme, I recommend not to drink local water but bottled water. Impurities in local water can lead to vomiting, diarrhea and, in extreme cases, hospitalization.
18. There is always at least two liters of water with you.
You do not have to walk in the desert to hear this advice. For example, push a broken bike a short distance up a hill you find a place of secure parking, can you make a thirst that can not be described. Your water supply should always be kept in two bottles. One should normally be used for drinking (i.e., whenever you have established), and the remainder is packaged and stored for true emergency such as malfunction, for example. The theory here is simple. Once batches water, drinking it. Unfortunately, if you drink the emergency reserve, so you will not have anything to during this emergency. Do yourself a favor to yourself, this pack emergency water in a cool area, difficult to access, in a sturdy container and keeps it there for when you really need.
Note: Although the bottled water has a very long life to ensure that water is safe to drink, it should be replaced regularly.
19. Fill fuel before his need.
When you see a post and you do not know the region, always stops ... and supplies, regardless of how much you have made the deposit and especially if it is below half. The next scheduled pump may not be available! In some remote areas, advise one jerrycan reserve.
20. You always have aspirin / paracetamol.
Note: While aspirin enjoys almost a cult in the biker community (say that it relieves a variety of pain and helps prevent muscle spasms), it is important reminding you to consult the doctor for side effects related to its use. For example, aspirin can reduce body temperature. Furthermore, aspirin acts as an anticoagulant (something to worry as in the case of an accident if you have injuries as a consequence you may have a greater bleeding). Some brands of aspirin contain caffeine (sometimes is added to that aspirin has faster effect). With a quick read on the label will know if caffeine and other chemicals are part of the formula.
21. Never floors faster than the ability of you stop!
This is obvious. Imagine yourself walking down a road in dense fog at 80km / h when suddenly deparas you with a car stopped on the road. The question is: Will you stop before crashing the car? You may think this is a ridiculous question, but it has happened and happens to quite often. Do not be the next victim. This same tip applies in good weather. You are walking 20 km / h near a corner you can not see, but decide to spend! worth pass six months in a hospital? Think of it, think how you will live to be able to walk the next day. Always remember the number one rule when you travel a long or short route is necessary to arrive alive. The rest is joy!
22- If you want to stay alive? Get away from trucks!
When you're behind a truck, you become passive. Instead of paying due attention to the road, the trucker will be concerned about someone in the back. Not the tire of a truck burst is unusual. A veteran of the Iron Butt Association and professional truck driver Mary Sue Johnson warns, the air displacement of a tire to burst, beyond the stones, pavement and dirt thrown together are very dangerous. Sue warns that if a truck go over the exhaust pipe or muffler pot on the road, you will probably only see it when it's too late, causing a serious accident. In addition, the tires of the trucks can drop the tread, common in retreaded tires, and that the tread on the road will also cause a serious acidente.Além it's all rubbish and dust that the truck leaves, in addition to cloud water in case of rain. If a trucker has to hang heavily over something on the road or overtaking someone, and you are not careful, you will inevitably hit him in the back. On top of this, also will not have a good view of the road as a truck in front is like a wall, especially in the rain. Has a sixth sense warning, there are many dangers on the road.
23. Eliminate all distractions and irritations.
Eliminates all potential distractions and irritations before the trip, no matter how small they may seem. The energy used to combat the effects of irritation, especially fatigue, can be huge. Aggravating, even smaller, will be expanded during a long travel distance and your precious energy will be stolen in the form of stress. The key to fight against possible irritation is a suitable bike and scaled for you, well prepared and properly configured under the aspects of ergonomics, which will guarantee you great results. While you travel comfort and safety are the true secrets to roam great distances.
24. Tire holes kit - you know how to use it?
Most holes on tubeless tires can be repaired in a few minutes! There is no excuse for not having a repair kit, however, the most important is to know how to use it. Practice at home with an old tire, so do not be trying to figure out how the process is, on the roadside! Tires with camera more work and hassle, but once you know how to repair, this can be done on the road and much faster than trying to provide a trailer. Furthermore, you must periodically inspect your kit garantires, for example, the glue has dried or not the tube has leaked. If your kit has CO2 cartridges to fill the tires must be in order, (you know how many CO2 cartridges are needed to fill a tire?) Inform yourself before you go on the road!
25. basic toolkit.

    
bike based tool
    
Annealed wire without galvanization.
    
2 meters of flexible wire 1.5 mm2;
    
Game combination wrench 1/4 to 1 inch;
    
Key game alen;
    
Key game torks;
    
Universal pliers;
    
Pliers;
    
Cutting pliers;
    
Cable to charge battery;
    
Insulating tape;
    
Cable ties;
    
Flashlight;
    
Mixed screwdriver and Philips;
    
Key candles;
    
Super glue;
    
American tape;
    
Kit holes;
    
Lighthouse lamp;
    
Lamp flashes and farolin.
    
fuses
Arrangement and adaptation made by the author, based on the original text of the Iron Butt Association's "Archive of Wisdom" (AOW)
soon I speak equipment

Sem comentários:

Enviar um comentário