#12 PELA COSTA NORTE - BY THE NORTH COAST



(in bad-english Below)
Sempre gostei de viajar pelas costas no final do verão. Os turistas e veraneantes já se foram e as areias encontram-se sossegadas. Os restaurantes e hoteis desertos,e as estradas muito menos movimentadas. Se estiver fresco melhor, sentimos o cheiro a mar e o vento frio e húmido na cara. Ao fim da tarde a luminosidade do por do sol é fabulosa!
foz do Rio Neiva (cred.Pedro Magalhaes)

Hoje a sugestão é para disfrutar em finais do mês de setembro, repetir roteiros que não faço há muito, matar saudades da costa norte.

Não vou descrever a viagem de Braga até Castelo do Neiva; ela é feita pela estrada nacional que a meu ver, tem pouca piada. E é da Praia da Foz do rio Neiva que simbolicamente começo este roteiro, em direção a norte, tentando seguir os caminhos ou estradas mais próximos do mar possível. Neste primeiro troço é muito fácil isso acontecer. Sigo o estradão de maquedame ao lado da imensa praia de pedras redondas até Castelo do Neiva (agora no sentido contrário ao que fiz para chegar à foz do rio). 
VER MAPA - SEE MAP HERE 


Meto aí pelos estradões costeiros que me vão levar até à Praia da Amorosa, onde paro para apreciar os rochedos (onde quando era novo fazia caça submarina) e tomar um café no velho restaurante que ainda lá existe. Vou sem GPS, a ideia é ir por esse labirinto de estradões e caminhos agricolas e andar sempre o mais junto ao mar possivel; ou seja meter sempre pela esquerda. Claro que se vai dar com caminhos sem saída e/ou à praia. (Cuidado que é proibido andar nas dunas ou praias e as multas são pornográficas.)


Na praia do Cabedelo, sigo até à ponte de Viana, uma obra do gabinete de Gustave Eiffel. Atravesso-a e meto pela marginal da cidade até ao porto, contornando-a por sul e oeste. (Viana para quem não conhecer merece uma visita). Vou agora pela Avenida do Atlântico até à praia da Areosa, seguindo aí para norte por ruas e pistas marginais ao oceano, apreciando os moinhos e a rochosa costa. Podemos sempre e em qualquer altura meter pelos caminhos à nossa direita em direção à N13 e daí seguir por ela para norte. contudo eu vou até ao limite quando a pista está  interrompida (peatonal), metendo então para o interior e apanhando logo a seguir a marginal outra vez em Portinho do Lumiar. M
os estradões desta costa (cred. Embarcadeiro)
ais à frente em Montedor o melhor mesmo é sair para a N13.


Agora vamos pela N13,até Caminha,e depois Cerveira passando na bonitas praias de Ancora e Moledo. Vamos com algum cuidado, já que se trata de uma nacional bastante movimentada e algo perigosa.Vale a pena tomar aqui, no centro da Vila de Cerveira, qualquer coisa antes de atravessarmos para a outra margem, entrando assim na Galiza.(como opção poderia ter tomado o ferry em Caminha).

Sigo agora pela costa até "A Guarda", contornando o monte de Santa Tecla pelo lado do mar. Não subi a este monte, mas segundo dizem vale a pena pelas vistas e pelo castro.
Castro e vistas do Monte Santa Tecla- Galiza (cred. Chusypa)

Pela bonita estrada da costa chegamos a Baiona e depois Vigo, cidade que passaremos rápido, já que é uma terra com pouco interesse. Em Pontevedra vale a pena ver o seu centro histórico e depois atravessar a ria e seguir pela marginal passando Combarro, Raxó, San Xenxo, Porto Novo, desaguando depois em Cambados, onde almoço muito bem umas tapas acompanhadas por um Albariño em qualquer um daqueles tascos do seu centro histórico.

continua abaixo...

click here to see Galicia - Cambados 


 I always liked to travel in the back at the end of summer. Tourists and vacationers are gone, and the sands are quiet. Restaurants and hotels are deserts, and much less busy roads. If  are fresh rather, we smell the sea and the cold, damp wind in the face. By late afternoon the light of sunsets are fabulous! Today the suggestion is to enjoy at the end of September, I will repeat roads that do not do so much, kill the north coast miss. 
  
I will not describe the Braga trip to Castelo do Neiva, it is made by the national road in my view, it has not interesting. It is in the Praia da Foz do Neiva river that symbolically start this script toward the north, trying to follow nearby paths or roads possible in this first section is very easy it happen. Follow the dirt road to maquedame side of the immense beach of round stones to Neiva Castle (now in the opposite direction to what I did to get to the mouth of the river). I take there  by coastal dirt roads that will lead me to Amorosa Beach, where I stop to enjoy the rocks (where when it was new was spearfishing) and have a coffee in the old restaurant that still there existe.Vou without GPS, the idea is through this maze of dirt roads and agricultural roads always walk as close as possible to the sea; that is always put on the left. Of course it will take paths with dead and / or the beach. (Caution is forbidden to walk on the dunes or beaches and fines are pornographic.)In the Praia do Cabedelo, I go to Viana bridge, a  work of Gustave Eiffel office. I go for  the marginal road in the city, going about it in the south and west. Viana for those who do not know worth a visit.). I will now by Atlantic Avenue to the beach Areosa, following then north along streets and service roads to the ocean, enjoying the mills and the rocky coast. We can always at any time put the roads on our right towards the N13 and then proceed through it to the north. But I go up to the slopes are interrupted (walkways), then getting into and picking up the marginal again in Portinho do Lumiar. later in Montedor even better is out for the N13.Now let the N13 until Caminha, Cerveira and then passing on the beautiful beaches of Ancora and Moledo. Let's go with some caution, since it is a fairly busy national and perigosa.Vale something worth taking here in the center of the village of Cerveira, anything before we cross to the other side, thus entering in Galicia. (As we could option taking the ferry walks).Now we follow the coast to A Guarda, skirting the mountain of holy key on the side of the sea. I did not go up to this mountain, but they say it is worth the views and the castro.The beautiful coast road and then we come to Baiona Vigo, which will pass quickly, since it is a city with little interest. Pontevedra worth seeing its historic center and then take the marginal passing Combarro, Raxó, San Xenxo, Porto Novo, then Cambados, where I lunch  fine tapas accompanied by an Albariño wine in one of any  "tasco" its historic center .soon I will post here the rest of the script to the famous town of Compostela, where we will make our tribute to Santiago.

If lunch was heavy, I advise you to stay overnight here, or nearby, this time abound hotels with vacant rooms. Otherwise it is following travel quietly enjoying the coast, across the bridge to the island of Arousa, enjoy the scenery, back to back and head towards Vila Garcia de Arousa and the PO530, PO549 and PO548 to Catoira where it goes through, enjoying the torres-del-west, going by Knoll and Noia and then towards Santiago de Compostela where I advise you to stay.



Caso o almoço tenha sido pesado, aconselho a pernoitar por aqui, ou nas redondezas, nesta época não faltam hoteis com quartos vagos. Caso contrario é seguir viagem calmamente apreciando a costa, atravessando a ponte para a ilha de Arousa, apreciar as paisagens, voltar para tras e seguir em direção a Vila Garcia de Arousa e pelas PO530, PO549 e PO548 até Catoira onde se atravessa, apreciando as torres-del-oeste , indo por Outeiro e Noia e depois em direção a Santiago de Compostela onde aconselho a ficar.
o "Simbolo" da minha moto é uma Cruz de Santiago, St. Jacob Cross

2 comentários:

  1. Recomendo-te que visites Vigo, não é assim desinteressante quanto possas pensar. E em Santiago de Compostela, uma visita á Cidade da Cultura.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obg pela sugestão, conheço essas cidades como a palminha da mão mas nunca fui à "cidade da cultura" vou por neste post uma foto para veres. bjs

      Eliminar